Você pagaria a mais para ter uma Internet à prova de espionagem?

Publicado em: 3 de abril de 2017

De acordo com o USA Today, Recentemente, legisladores republicanos nos EUA votaram para retirar as novas leis da Federal Communications Commission, que proibiam os provedores de banda larga de coletar, usar e vender informações pessoais sem a permissão do cliente. O motivo alegado é que a lei colocou uma carga maior sobre os provedores do que sobre gigantes da Web como Facebook e Google, que já usam esses dados para publicidade. Democratas e grupos de consumidores argumentaram que o movimento significa menos proteção para os internautas, que muitas vezes não têm muitas opções de provedores de Internet que, por sua vez, têm acesso ao histórico de navegação na web dos usuários.

Analistas e especialistas americanos preveem o surgimento de um novo modelo de negócio para os provedores de acesso surgindo a partir daí: um serviço de acesso privado que custará mais caro, onde suas informações são protegidas, ou o modelo mais barato e convencional, onde seus dados estarão à venda e você não poderá reclamar.

Se a moda pega no Brasil, o que acha disso? Você pagaria a mais para ter uma internet segura e sua privacidade garantida?


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *